Atento a suave voz do vento . .

CHDWQuando Eliú acusa a Jó de falar injustamente de Deus no capítulo 34:3 está escrito assim: ”Porque o ouvido prova as palavras, como o paladar prova a comida.”Quando li esse capítulo, notei que essa comparação, dá a certeza, que temos que ter cuidado com a nossa língua, porque se as  palavras, da forma que são expressadas elas causam, buracos talvez infinitos em algumas seres humanos, ao provar palavras doces, ficamos felizes, porém será que estamos, preparados para provar palavras amargas? Em Provérbios 13:3  está escrito dessa forma: ”O que guarda a sua boca conserva a sua alma, mas o que abre muito os seus lábios se destrói.” Querer dizer algo, tem que ser muito bem pensado, e se for algo de muito valor sentimental, peça ao Espírito Santo, que coloque um guarda em sua boca, e que só saia dela, palavras sinceras de perdão, e pra finalizar, continuo o versículo seguinte de Jó dessa maneira: ”Tratemos, pois, de discernir juntos o que é certo e verdadeiro, e de aprender o que é bom!”

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s